sábado, 29 de agosto de 2009

FADE out

Realmente, esta invenção da indústria fonográfica (ou mesmo dos músicos) foi realmente inteligente...isso para não dizer um tanto sacana e motivo de inveja... seria tão bom poder ir desaparecendo em alguns momentos, nunca ter que inventar um fim pra namoros, viagens, beijos, saudades sendo matada, aquele banho quentinho quase infinito mas do qual você vai ter que sair daqui a pouco senão alguém na sua casa fica puto, e eu poderia ficar falando e nunca ter que me preocupar em terminar as minhas palavras...e o povo em geral ficar achando que eu não tenho uma carta na manga, uma idéia muito boa pra por fim no que comec

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

A diferença entre pobrema e poblema

É muita falta do que fazer, mas realmente não controlamos nossos ouvidos. Vc vai andando pelas ruas, calçadas, tentando se desvencilhar disso, se esconder atrás de orelhões, debaixo de caçambas de entulho ou dentro dos lixos quebrados do centro da cidade, mas não dá: vc sempre ouve uns trechos de conversas de outros cidadãos que passam pela mesma via, nos seus arredores... coletei umas amostras pra vocês se aprofundarem no assunto

.....ela é uma desnaturada sem-vergonha...dei tudo pra ela: máquina de lavar, guarda roupa, uma tábua de passar roupa....


anda anda anda................ buzinas, sinal vermelho, farol verde....


....é, a gente pode ir no outro sim.....


passos rápidos, bicicleta passa vai pro outro lado, alguém corre....


...minus.... 'cause four times....minus...



Bem, isso são amostras de ontem e hoje... como vcs bem viram, foram apenas pequenas passagens no meio de conversas.


Por conta dessa inspiração súbita, indisciplinada, e desse voyeurismo auditivo (alterando todo o significado da origem da palavra voyeurismo, que nada tem a ver com ouvir rsrsrs), pedi permissão para uma amiga que vivenciou uma história muito legal para que me deixasse escreve-la aqui, já que é uma história que foi coletada por completo

Não obtive respostas, mas segui a empreitada de qqr maneira, indiferente às dificuldades e num esforço sobrenatural: o causo é bom demais pra deixar de ser contado.

Para dar um tom jornalistico à coisa toda, teremos que dar um nome fictício para a protagonista. Geralmente, como o mundo lido vem prontamente impresso, vc nunca tem a opção de escolher o nome fictício que vc gostaria de dar para o noticiado... e isso é horrível!!!! Para fazer vc se sentir à vontade e em casa ( e não dizer que eu só sirvo café colombiano pra et's, como no post dos livros) você poderá escolher o seu nome fictício pra personagem....

Ok Ok, não desistam só por conta disso!!! Não estou querendo forçar ninguém a pensar muito....vcs estão cansados hoje e nem querem dar um nome pra garota. Para os que não tiveram uma boa idéia, eu sugiro um dentre os seguintes:

a) Alice Maria

b) Josélia Rocha

c) Domitila ( o nome da minha tartaruga =)

d) Rosemary




Vou escolher o item a, para facilitar a fluencia da coisa toda, mas vc pode bem substituir pelo nome que mais lhe agradar...


Alice Maria, no ônibus, indo para a faculdade, ouve duas senhoras conversando; as duas aparentando ser bem simples, bem humildes.... as duas sentam no banco da frente ao de Alice Maria e começam a prosear de forma bem proseante e animada. Papo aqui papo lá, fala mal de um, de outra, até que chegam ao seguinte e aterrador dilema.... (homenageando hoje o sêo Renoir: uma será a sra azul, outra sra rosa)


-Mas você sabe qual a diferença.. eu não sei qual é a diferença não...pra mim ops dois eram iguais, pobrema e poblema.....

-É simples, ó.... poblema são coisas que a gente tem no dia a dia: poblema com os filhos, poblema co' marido, pagar conta... agora, pobrema (que deve ter sido dito de maneira enfática; algo como "pôbrêma") é outra coisa: pobrema de matemática, pobrema de contas...





Para tornar o blog mais interativo e para que as pessoas em casa - que me são apenas bits - se divirtam um pouco, possibilitaremos que vc responda a uma questão relacionada ao texto acima(esqueci da exclamação !!!!!!!!!!!!!!!!!!! Ei!!! Ânimo!!!).

Vamos lá....vamos ver se vcs resolvem este pobrema!!

A forma correta da palavra-assunto é:

a) probrema
b) ploblema
c) probema
d) nenhuma das anteriores, as duas senhoras estavam mesmo é certas: linguisticamente, existem duas variantes para o termo no português-formal-culto-literário.


=)

domingo, 23 de agosto de 2009

Envelhecimento comparado..... e desabafo

Ao longo dos anos vc vai ver seus amigos crescendo: alguns envelhecendo bem, outros mal, uns deles ficando mais novos do dia pra noite (por vários motivos: divórcio, heranças milionárias... ). Vc, no entanto, vai sempre parecer a mesma pessoa...

Quando olho pra mim mesmo eu vejo q em alguns dias eu acordo um menino, noutros acordo um velho (há quem diga que na maioria dos dias eu acordo um velho chato rsrs) , acordo samba numas manhãs também... Ok ok, já explico por que estou falando tudo isso e aonde quero chegar.

(oque segue é um relato de algo verídico e recente... )

Por estes dias cheguei pr'um colega e falei todo empolgado:
(eu serei as letras laranja, para representar meu estado de espírito; o meu colega será representado em ....cinza =)


- Cara, eu tô com um blog agora!!

- Sério?! - (com um ar supresa)

- É, depois te passo o endereço! - como se ele fosse querer muito =)


Bem, descobri depois que ele tinha acabado de marcar o casamento dele... =) Me senti meio criança nesta hora, ao pensar na minha grande notícia (fala sério, este blog me foi um grande acontecimento!!!).... realmente, foi engraçado; foi como ter convidado um amigo hare krishna pruma suruba seguida de um churrasco

...acho que ter um blog dá menos trabalho e calha mais com a minha existência hoje. Vou ficar com meu blog, meus livros, música - e meus passeios de bicicleta!! - por enquanto (pra felicidade de vocês =)

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Desenhos animados e música erudita - parte 2

Dando continuidade à serie musica erudita e desenhos animados, eu andei selecionando uns não tão antigos pra misturar ao grupo. O primeiro abaixo é muuuuito bom, vejam por vcs mesmos.





Resolvi selecionar outros desenhos, que têm música só como tema de fundo. Não coloquei muita coisa antiga por que estas dependem de lembranças minhas - e eu não me lembro de muita coisa que vi quando era criança.



Este aqui eu vi no filme Bicicletas de Bellevelle. Talvez pouca gente tenha se dado conta, mas eles estão retratando o Glenn Gould (um pianista que eu adoro)



A música, se não me engano, é do "cravo bem-temperado", de Bach. Qqr dia eu falo mais do Glenn Gould, se eu tiver paciência =P


Seguindo a este, teve um que eu vi no Anima mundi uma vez, que tem no fundo um Bach também.




O autor do filme acima é um argentino muito talentoso (o Juan Pablo Zaramella). Recomendo outros filmes dele também, como o "viaje à marte" ( deve ter no youtube ou no yahoo vídeos).


Agora eu fujo um pouco dos desenhos e vou pra outra coisa, que eu só vi há alguns anos. o cara que está tocando nãoé nenhum japonês que estuda no ime-usp não, e sim o Yo Yo Ma (que não é japonês, eu sei =)




Tem tbm um dos animaniacs (que são bem mais recentes)...




...mas é um estilo de humor diferente; eu não consigo ver a mesma originalidade que havia nos desenhos antigo (crise de meia idade minha?).

Bem, acho que por hoje é só. Aproveitem =)

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Dos bolos que não entram no buraco da fechadura e das chaves que pedem para ser comidas

Estava pensando numa coisa que uma vez eu li no Alice no país das maravilhas... que é um "fenômeno" que às vezes ocorre com a gte, mas infelizmente eu não tenho nenhum exemplo pra dar (não estou falando de comer bolos que fazem a gte encolher...calma)

É uma passagem do livro acima em que acontece o seguinte: a Alice segue o coelho pelo buraco, cai
b
e
e
e
e
e
e
e
m devagar, e chega lá embaixo, depois de se fazer um monte de perguntas pra saber se ainda continuava a ser ela mesma (vcs devem achar que eu devo estar horrorizado com este fenômeno gravitacional... ainda não... não é bem isso =)

Então ela entra numa sala cheia de portas e que tem uma chave no meio, em cima de uma mesa (é aqui que entra a parte que me deixa curioso): ela pega a chave, testa em todas as portas e nada.... assim não tem como ela ir atrás do coelho branco! Mas então, atrás de uma cortina, ela vê uma portinha menor...na qual a chave entra (!)

Mas a porta é mta pequena mesmo, ela não tem como entrar, a não ser se não tivesse braços ou coisa do tipo. Até que nesta hora aparece um pedaço de bolo (na minha lembrança era um bolo, adoro bolos!! Vou contar a história desta forma então) , no qual tem um palito e um papel escrito "coma-me". Ela vai, come, e então começa a

diminuir
diminui
diminu
dimin
dimi
dim
de tamanho (arrrááa vcs acharam mesmo que eu iria escrever "di tamanho"? rsrsrs) até conseguir passar pela porta. Mas aí ela pára e lembra que esqueceu a chave em cima da mesa!!! E que, com o tamanho que tem naquele momento ela não conseguirá pegá-la de volta =/ Como ela vai voltar pela porta se não tiver a chave? Ela nem ousa seguir adiante sem ter essa certeza, por isso pára e pensa em como será possível crescer de novo...

A partir daí, pelo que eu me lembre, acontecem outras e outras coisas(certamente né, já que isso acontece logo no começo do livro) mas o que mais me deixa curioso é essa parte mesmo....


Se alguém tiver uma explicação boa, ou mesmo algo à dizer, fique à vontade =)

domingo, 16 de agosto de 2009

Desenhos animados e música erudita

Saudações hexadecimais a todos!

To com fome agora...e está uma pta fila no restaurante...por isso estou postando aqui, pq eu aparentemente tenho que despistar o meu estômago. Acredito realmente que vcs não vão se sentir desprestigiados com a minha sinceridade... "a fome me subiu à cabeça"!!! Qqr coisa eu tenho uma boa desculpa depois que tiver tratado vcs mal rsrsrs


Mentira....nunca trataria vcs mal =P Por isso estou lhes presenteando com o post de hoje (c'est le hors d'oeuvre )

Vc aí, na frente do micro, coçando o pé sujo... a tv ligada na mtv...éééé, hoje em dia vc gosta de fresno (é assim que se escreve?), ouve funk daqueles bem cariocas até. Mas quem diria que na tua infância vc ouvia música de qualidade (algo que o tempo se encarregou de te "desensinar")? Achei uma pequena lista num site e achei por demais oportuno postá-los aqui; talvez vcs se lembrem de alguns. Achei também legal a idéia de ampliar a lista. Ao longo do texto eu vou comentando.




Eu sei que vcs não vão ter paciência e tempo pra ler e ver o que eu escrevi.... vou até mudar a cor pra vcs prestarem atenção. É sempre um porre ver um milhão de filmes no youtube, ainda mais de um cara que geralmente mostra coisas pras pessoas que elas acham pra lá de estranhas (como clara crocodilo, o pierrot lunaire..etc), mas eu deveria realmente tentar.
Tá certo, é sempre melhor algo estático, um texto simples e curto (vcs me digam nos comentários, caso eu esteja escrevendo muito, ok? Eu sei que estou, mas estou tentando ser mais sucinto), mas seja persistente que os desenhos valem a pena. E como o blog ainda não tem leis, eu vou postando sem rumo mesmo.. quanto à falta de estilo, eu já nem discuto isso mais


O primeiro de todos é para saudar aquelas minhas tardes em casa vendo Tom & Jerry e sentado no sofá (sem alcançar os pés no chão rsrsrs). Há outro desenho deles que um tá perseguindo o outro e está tocando paganini no fundo, mas não o encontrei.




Agora vem um outro que é muito bom também, que é do pernalonga e o cantor de ópera. Ele toca uma música no banjo no começo do desenho chamada "a rainy night at Rio", do Arthur Schwartz, que era um cara que fazia músicas pra broadway. Por favor, se alguém tiver esta "canção", envie para mim pfv =)

       

Outro do Pernalonga. Mto bom tbm



Mas puts, vcs vêem que eles exploraram até não poder mais o barbeiro de Sevilha... por conta disso eu acho melhor tentar variar um pouco a lista; aguardem os meus acréscimos ao post de desenhos com música erudita. Tenho uns na manga mto bons, acho que vcs, queridos leitores (ganhei vcs hj =) vão adorar.


Bem, apesar de superutilizarem o barbeiro de sevilha, eu adoro todas as versões, por que eleas conseguem ser diferentes e igualmente frenéticas... (principalmente a do pica-pau; por sinal a única em português)





....eeeee por hoje é só! Aproveitem

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Uma breve história dos livros que eu nunca li

Todos os dias vc é bombardeado com notícias de jornais falando sobre aquele best-seller estranho pelo qual vc não desembolsaria um vintém, ou aquela reportagem "descolada" da revista bravo falando sobre um livro de um cara que viajou três vezes ao redor do mundo ( e ainda passou pela lua para visitar a avó). Mas vc mesmo, nunca leu nenhum deles, ou só pegou e deu uma olhadela na contracapa, ou seu amigo falou rapidinho sobre o enorme prazer que voltou a ter lendo um destes livros, isso depois de 15 anos que saiu da escola....

Bem bem....eu sou uma dessas pessoas, aposto que temos muito em comum (manual dos blogs, versículo 1, parágrafo 2: tente fazer o leitor parecer seu amigo íntimo =)

Se vc é mais pé no chão e avesso a coisas estranhas, leia a parte em azul (como no matrix): nela eu viajo menos. Se vc está de bom humor, e com muita paciência, leia a parte em vermelho: nela vc seguirá o coelho branco... mentira, vc deve dar continuidade logo na parte que volta a ser preta ).


A partir disso eu resolvi escrever pra vcs as histórias que a mim chegaram, ou seja, do que eu acho que estes livros, seriados e filmes falam. Para mim eles são mais ou menos o seguinte (escolhi alguns que achei mais relevantes.... e olha que nunca achei q falaria assim destas coisas)

A idéia no geral era o seguinte... idéia essa que tive no ônibus agorinha, voltando da lapa: a humanidade deixa de existir e eu sou o único congelado (mais um sinal de que a humanidade deixou mesmo de existir rsrsrs). Aí alguns extraterrestres me descongelam e dizem para mim, num papo regado a café colombiano e bolo de fubá:


"- Vem cá, pqno gafanhoto. Nós lemos uns jornais antigos da sua espécie e vimos que eles falam muito de alguns livros e umas novelas, uns tais de seriados...- e começa a citar nomes e nomes, ao que eu digo que não li nenhum. Mas então eles me dizem que só ter uma idéia do que se trata é o suficiente para eles reescreverem a história...assim eu contaria as seguintes histórias (infelizmente... o que eu não faço por este blog)


  1. O código da vinci (livro): este livro trata da descoberta por Leonardo da Vinci de que Jesus Cristo não era bem aqueeeeele santo, e que tudo não se tratava de uma jogada de marketing, de gente pra lá de bem paga para sair dizendo pelos cantos que ele era bom disso e daquilo. Não tendo poderes para superar a instituição religiosa, que dominava os lares através de teletransmissões, panfletos jogados do céu por aviões etc, ele decide escrever nas entrelinhas dos seus quadros....escrever não, desenhar, de maneira que aquela informação passasse adiante. Até que um dia, no século 21, o Tom Hanks e a Amelie Poulain descobrem isso através de uma pesquisa minuciosa nos quadros e são perseguidos pela máfia italiana e pela igreja do vaticano (supondo isso que são coisas distintas).

  2. Friends (série de TV americana): trata de vários amigos que dividem apartamento e ficam o dia inteiro vendo TV, falando de futebol americano e se pegando... No final, todo mundo morre (não sei como, vou ser sincero).

  3. Eclipse (livro): um livro que fala sobre vampiros que moram em copacabana, ou mesmo na grande São Paulo.

  4. Naruto (série de TV): é até injusto eu postar isso aqui (vcs vão ver porque). Achava que era uma série que tentava reviver os bons momentos da infância dos seus autores copiando de forma deslavada Chaves e Chapolin... hoje descobri que não tem nada a ver =)

  5. Marley e eu (livro): a história de uma mulher que abandonou a família, os amigos e caçou uma briga com gente importante por causa do se cachorro, o tal de Marley, que morre no final também (como na série friends, este final parece ser muto usado).

  6. O caçador de pipas (livro): o livro deve começar com o autor ("sei" que era um cara que foi morar nos EUA, mas ele é afegão) falando sobre a sua infância no afeganistão, onde ele saia correndo atrás das pipas cortadas pelo cerol dos outros meninos etc etc...choradeira até. Então ele vai pra família pros EUA e quando cresce se depara com a guerra contra o taleban e decide revisitar sua pátria, algo que ele relata no livreto.

Por hoje é só. Acho que não me esqueci de nenhum livro dos quais eu ouvi. Qualquer coisa me avisem.

Boa noite a todos!!! Tô morrendo de sono há tempos....

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Idéia incrível e apelo

Todos os dias eu tenho idéias incríveis para postar aqui, mas todo dia eu chego na frente do micro, esqueço oq qria dizer, e acabo por postar algo idiota... eu sei que não vai fazer diferença postar algo legal ou não, que nem o google vê meu blog (eu tentei procurar, mas nada aparece), que as pessoas estão pra lá e pra cá correndo e olhando para seus relógios, mas eu sempre acho que um texto legal vai fazer alguma diferença.

É, não faz....

....o pessoal deve estar em suas casas, a ver novelas com suas famílias, acariciando seus cachorros, seus namorados namoradas, aquela lobotomia toda... é assim mesmo, estou me conformando já: eu aqui escrevo, algumas pessoas de lá acariciam seus cachorros controles-remoto (que na atual regra ortográfica seria...?), o tempo passa, as janelas têm olhos.... as teletelas têm olhos e ouvidos... as aranhas têm olhos, ouvidos e um milhão de patas...

...e os olhos do google, onde estão? Cadê ele pra ver meu blog?

Posto, mesmo sem sentido, pra não passar despercebido!!! (não era pra ter rimado =)

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Amigos mendigos

Saudações hexadecimais a todos os queridos leitores do blog (falso, eu? =)

Hoje estava indo pra aula e veio um cara meio estilo hippongo me pedir alguma coisa, mas não consegui entendê-lo, por mais esforço que eu fazia. Engraçado é que ele parecia um amigo da minha irmã, um cara que estudava na fflch, lá na usp (Daniel!!! Não é vc!!!)

A semelhança entre amigos e mendigos às vezes é grande: uma vez vi um na rua que gesticulava e falava que nem a babi, uma amiga minha...ele falava e mexia as mãos, dizendo "eles têm bomba atômica....um botão, faz assim, e - movimentando as mãos indicando uma explosão - vai tudo pro ar!!!" Era igualzinho à babi!!! (tenho umas 3 babis amigas minhas...quero ver qual delas toma as dores rsrsrs) E teve um outro, que parecia um conhecido meu da unirio, com um rastafari meio sujo (não sei de qual dos dois tinha o rasta mais sujo, pau a pau a disputa).

.... um outro que não era bem um amigo meu, mas o porteiro do clube onde eu nado: era igualzinho!!! Deveria até perguntar pra ele se ele tem um irmão gêmeo morando nas ruas de sampa, mas não tenho pq ser tão indelicado a este ponto... mas que eu morro de curiosidade aaaahhhhhhhh sim, eu morro mesmo =)

Sejam felizes se possível, nesta manhã chuvosa de hoje!


ps: pessoas que escrevem mal e querem ser enfáticas usam muito exclamações
ps2: adotei a técnica acima, como vcs viram (!)

domingo, 9 de agosto de 2009

Samboso ininterrupto corrompendo meus ouvidos

Quem passar aqui do lado de casa agora vai ver um monte de gente contente que provavelmente acabou de ver um jogo do flamengo e veio pra porta da residência dos outros tocar um samba horrível que é só batuque e mais tá parecendo música de terreiro de macumba...... precisava desabafar com alguém, sintam-se especiais por terem sido
escolhidos =P

sábado, 8 de agosto de 2009

Le lendemain matin....

Incrível... não sei se é o pós ressaca de ontem, mas voltei de uma festa de aniversário hoje me sentindo por demais sóbrio. Festa festinha mesmo, daquelas tranquilas, sem cerveja nem nada (não que, se tivesse, eu beberia, que é isso...=).

Como dizia, voltei de copacabana na maior sobriedade do mundo: o dia estava tão calmo e parado dentro de mim que parecia aqueles dias pós fim de namoro, que o dia pode estar bonito que for lá fora que, dentro de vc ele está morto, nada cresce e nada tem cor... (isso quando vc termina triste. Existe tbm o terminar feliz, onde as coisas ficam coloridas no melhor estilo mágico de Oz e vc não sabe dizer pq não fez isso antes; não é desse caso que eu falo agora). Voltando destes meus "randon walks" literários, a sensação estava bem forte, achei até curioso sentir isso, já que nada do tipo anda acontecendo por aqui.

Aconteceu. Não comigo, mas aconteceu. Fiquei triste: acho muito triste ver uma mulher chorando, me sinto sem poder fazer nada, é como um caminho em que você só desce, nunca acho que vou poder dizer nada que vá ajudar....você se sente

inútil
inerte
imóvel
incapaz
impotente

.......................e parece que um abraço pode durar infinito só pra poder dar conta daquela dor que, mesmo não sendo sua à princípio, acaba se tornando, de alguma maneira.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Mande flores para si mesmo!!!

Ok, ok...devo admitir que, pra mostrar a todos que o blog estava fazendo sucesso desde seu tenro nascimento, eu ia postar um comentário anônimo dizendo que havia adorado o primeiro post...que na verdade é uma merda, convenhamos...


Como vcs viram, eu não tive êxito algum, ninguém comentou a porra do post anterior e a minha consciência me fez assumir isso diante de vocês todos... acho que agora é que o blog afunda de vez. Mal nasceu, já parte dessa para uma melhor, pro céu dos blogs e aparelhos eletrônicos que a classe média abandona por aí e dá para os seus primos pobres...


1000 anos de terapia pra mim, depois dessa!!! =/

E no começo, era a luz....ou seria "era o verbo"?

Não me lembro ao certo se a frase era esta mesma.... não, não era...nem sei se era isto que eu qria dizer... alias, eu vou escrever meio sem estilo. Se é que por estilo pode se dizer que escrever como o Saramago é ter estilo ou não (estou falando da diagramação e ausência "quase em todo o texto", de parágrafos).

Bem, assuma daqui em diante que eu não tenho um mínimo de estilo!!! Desta forma vc (viu?) vai se irritar menos com a forma como eu me expresso.... e nossa, já perdi todo o fio da meada... nem era pra falar disso e sim pra falar do início do blog, hoje, aqui no meio da sala, com este laptop quentinho no colo e a Talita (umas das pessoas que mora na república comigo) berrando no telefone aqui ao lado...

Caramba...preciso ir tomar um banho... a gripe dos porquinhos assume vários aspectos,as pessoas se enganam em se proteger somente de uma única maneira e por um único front.


O "explicar o nome do blog" fica pra depois....

Para o infinito e além!!!! Saudações binárias (cheias de zeros e uns) para todos!!! Sejam felizes por hj!!!!!


=)