sábado, 8 de outubro de 2011

Os ventos do norte não movem moinhos

Assumo os pecados pelas mentiras que jurei. Lanço no espaço este desabafo, este grito.




Oque será que nos resta? =|


[Este post foi feito para ser ouvido de olhos fechados, e não para ser lido]
[para que a música adentre e fique]
Postar um comentário