sexta-feira, 16 de março de 2012

... take a ride ... [vida/esporo]



[dotado de todo o gingado possível]
[o leitor é convidado a dar play na canção acima sem clicar no link que o redirecionaria ao youtube]
[...eu sei, demanda esforço, oras... mas vale à pena]

Hoje, voltando pra casa pedalando, aquele monte de pássaros cantando, aquele solzinho, dia liiiindo infinitamente; olhei pras árvores, aquelas flores abrindo, aquele monte de  coisa colorida brotando... pensei alto comigo mesmo

"... quanta vida nascendo ao mesmo tempo"

Mas aí eu parei pra pensar no que eu estava pensando (faz sentido isso?) e vi que a vida nunca deixou de existir; do contrário a cada inverno o mundo acabava.

[Embora pareça sempre que isso vai acontecer, não chega às vias de fato... ao menos não até hoje, depois de dois invernos aqui, em Governador Valadares.]

Em todo caso, acho que não aprendi a lidar com essa vida em formato esporo, que aparece de maneira mais evidente quando o mundo lhe parece mais propício.... vai ver a moral - como naquelas fábulas de La Fontaine - está em saber apreciar esse ciclo todo de nascer e "morrer"...

[ou vai ver, nunca é demais cogitar isso tbm,  eu estou falando merda mesmo]

Postar um comentário