sábado, 14 de agosto de 2010

A incrível história do biscoitinho da sorte e ainda mais uma, de um menino perdido

Saudações, bloomingtonianas!!!

Ok ok.. não quero perturbá-los com os meus problemas como um estrangeiro  aqui nos eua... mas de fato, eu tenho tido alguns problemas, da mesma forma que tenho recebido coisas boas. O maior dos problemas, e isso não tem nada a ver com o lugar que eu estou (mais ou menos, na verdade),  é a saudade: tenho mta saudades da minha mãe, da família, dos amigos... 

O primeiro dia não teve graça, pq foi mto chegar e arrumar algumas coisas (como por exemplo, hotel). Só fiz isso, além de sair pra comer num mexicano fast-food (que não era ruim..foi o mais próximo de uma comida saudável que eu consegui). No segundo dia as coisas começaram a acontecer de fato: tanto que parece que meu dia durou uma semana, de tanta coisas que eu fiz: pegar chave da casa nova, ir no mercado, pegar uma corzinha no sol daqui.... etc etc...

Ééééé.... acreditem, tá fazendo  uns 35 graus aqui... calor infernal, que me lembra o verão carioca. Não estou brincando!!!! Abafado que só. Aí, se vc acrescenta o horário de verão.. vixe, o dia acaba escurecendo 'as 21.. e vc toma sol o dia todo. 

Ontem, lá pr'umas 20 hs eu resolvi sair pra jantar. Na verdade tinha chegado do mercado feliz pra caramba: havia comprado tomates e batatas, alem de granola e banana. Caminhava e pensava: "eba, amanhã vou poder comer banana com granola!". Panela eu ainda nao tinha, nao daria pra cozinhar nada. Pensei, sabiamente : " vou sair pra jantar no mexicano ". em essencia é a comida "menos pior"  de todas =)


Saí andando... aind aclaro, mas o sol se pondo..ruas vazias.. carros e mais carros. Cena de filme de serial killer. Aquelas casinhas bonitinhas, árvores, ruas escuras... andei umas 10 quadras. Qdo vi que estava mto escuro,  e eu temendo pela minha seguranca ( as ruas estavam vazias mesmo!!!) eu me virei e voltei; andei as 10 quadras na volta e só vi um casal jogando bola num campo de futebol e dois homens no outro lado da rua


Resolvi então comer no chines. Por sinal , aqui tem tanto, mas tanto chines, que eu me sinto na terra deles. Sério! Hoje, por exemplo, eu fui ao supermercado . Na volta eu estava no ponto esperando o onibus e contei; a equação é esta:
40 chineses no ponto + um casal de indianos + eu  = gente no ponto de onibus


Mas voltando, fui no chines e pedi um yakisoba:


"We don' t have yakisoba"


Ai eu tive que apelar, pedindo algo que mais se aproximasse de um yakisoba


"We have Lo Mein"


..e lá fui eu de Lo Mein... voltei pra casa, bem escuro já, e lembrei do meu cafe da manha: pelo menos esse vai ser decente!


mas entao me lembrei que nao tinha talheres... Nenhunzinho! Puts..como ia comer minhas bananas com granola no dia seguinte? Porra.. fiquei mto puto..me senti mto fragil... mais fragil ainda do que aquele garoto que andava nas ruas escuras de uma cidade do interior, temendo algum ser perverso que poderia estar escondido dentro de qqr furgao  (aqui tem varios rsrs)


Cheguei em casa, comi meu Lo Mein sentado sozinho na sala... nenhuma mobilia:
eu +  Lo Mein + luz da rua +
+geladeira perto da cozinha = todo mundo jantando quieto

Via o garfinho de plastico do Lo Mein, vagabuuuundo.. nao aguntaria ateh o fim do jantar sem quebrar. 


Nao quebrou.  Mas nao resistiria a tentativa de amassar uma banana

Fui pra cozinah lavar a louça; triste.. Vi o garfinho de plastico do Lo Mein de novo... 

tristeza.

Saudades de casa.


Abri de novo o saco plástico onde veio o Lo Mein: 2 saches de shoyu (?)... um biscoitinho da sorte com um desenho amarelo por fora. Abri, tirei o papel de dentro e comi o biscoitinho... não o comi pensando em ter sorte, mas o comi, mastigando lentamente a refeição tao dificil de ser obtida. Peguei o papel e li 

" Learn  chinese!!!! (algo incompreensivel)
(812) um teleonfe bizarro"


Virei o papel:


" Use what you have been given"


Merda... biscoitinho da sorte que fala da minha vida ingrata.

Lavei o garfinho do Lo Mein pro dia seguinte, na esperanca de que ele funcionasse.


De fato, deu certo. =)

Mas hoje a noite eu vou ver de pedir uns talheres emprestados com uns indianos que moram no terreo... eles parecem legais, pelo menos
Postar um comentário