segunda-feira, 30 de agosto de 2010

The bicycle project - continuação

Mas  eu não contei muito bem como terminou o lance daquela primeira bicicleta que eu estava montando. Ééééé,  pessoal.... mais de uma bicicleta.

E porquê???? Como assim mais de uma?



Bom... a primeira de todas  (do outro post )eu deixei lá no depósito do projeto, pq estava por terminar. Cheguei lá no sábado seguinte pra terminar o trabalho (só faltava colocar os pedais nela) eeeee..... cadê!!!!!????


Fiquei meio frustrado... nem digo que fiquei mto frustrado, pq tô meio ciente já de que tudo que lida com o bom senso humano tem chance de dar errado (uns 50% de chance.. cara ou coroa mesmo).  Na hora eu virei pra mim mesmo e toquei um foda-se: ia construir outra, começar naquela hora mesmo.

[Sol]
[Sol Sol]... 
[Parafusos]
[Frame novo]
[Troca roda]
[Põe roda]
[Põe freio]

.... fiquei o sábado e domingo passado trabalhando 3 horas cada dia neste projeto. Hoje era pra terminar: faltavam os cabos de freio e os da marcha. Certamente não ia deixar a menina lá sozinha e indefeza, ao alcance de qqr um: trouxe a garota pra casa, sem freio mesmo. Hoje cedo eu acordei e fui andando com ela, descendo as ladeiras freiando como nos flintstones, i.e., no pé-chão rsrs



Até que um dos voluntários fala bem alto que eles vão fechar em 20 minutos. Eu só tinha o freio da frente, mal colocado, e o de trás, muito ruim e dando uns problemas. Melhor do que nada.

Quanto aos cabos de marcha... pqp... não queria nem pensar: ia dar um trabalho absurdo, parecia que ninguém conhecia aquele sistema qu ea bicicleta tinha.

Resolvi desencanar do meu ''piece of crap'' e ajudar o pessoal a colocar as coisas dentro da garagem. Mas aí eu vi uma bicicleta que só faltava a roda da frente. Gritei pro indonésio que mora no prédio da frente do meu, empolgadaço, falando que ele poderia sair dali pedalando. Não sei se ele me entendeu muito bem (os dois lados carecem de um inglês bem falado..rsrs) mas ele fez uma cara meio de '' no no...I can't take it now...'' Então eu corri pra dentro da gareagem, peguei a primeira roda que eu encontrei, coloquei na bicicleta.


''-Tá...só testar!''

[Pneu da frente murcho]
[Óbvio]

[Enche]
[ENche]
[ENChe]
[ENCHe]
[ENCHE]

''-Tá...só testar.''

[Pneu de trás murcho]
[Não tão óbvio]

[Enche]
[ENche]
[ENChe]
[ENCHE]
´

Eu me parecia a bruxa do pica-pau, testando as vassouras




Pedalei um pouco ... mais um pouco.

[Dei uma volta]
[Outra volta]
[Olhei pro indiano...digo, indonésio!!]
[Dei uma volta]

Falei pro cara da garagem que ia ficar com aquela e deixar a minha.

''-Sure'' Um sure seguido de um joinha.

[Joinhas são coisas universais]

Falei pro indonésio que ele poderia terminar o meu projeto. Só faltam algumas coisas.. (mais ou menos..);  melhor do que começar do zero, como eu estava fazendo.

Voltei pra casa pedalando.

=)
Postar um comentário