quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Troco meus tendões por cordas de violoncelo

Pulei muito no carnaval.  Muito muito mesmo, de forma que meus tendões vieram a reclamar assim que puderam.

Eles fizeram isso hoje. Nem pude sair de casa, estou em repouso: meus tendões doem, meus pés doem... preciso de tendões novos.

Por ser assim, tão desagradável, resolvi ir ao médico, o que o fiz pela manhã. Ao expor o problema a ele, ouvi:


O senhor não  pode ficar mto tempo nas pontas dos pés, seus tendões estão inflamados!


E para que eu gostaria de ficar na ponta dos pés? O sr acha que eu sou oque: uma bailarina?

Me desculpe.....Não, não quis dizer isso....


Sobrou na sala um silêncio....silêncio inerte e imutável, que me fazia ouvir até a ponta de sua caneta marcando o papel no qual me escrevia uma receita numa letra garranchosa...pior que a minha até. Ainda assim tomei coragem e perguntei

Dr Alessandro, uma pergunta...

Ele levantou a cabeça e me olhou, mas sem me encarar nos olhos.

Eu poderia trocar meus tendões por cordas de violoncelo? Adiantaria?

Ele parecia não acreditar no que ouvia. Me deu a impressão de que ele até pensou em responder. Acho até que ouvi algum ruído vindo de sua garganta.... mas ele ficou mudo: voltou pra sua receita, a terminou e me disse

Toma isso, de doze em doze horas, durante 5 dias. Qualquer coisa me procure de novo.

Saí...fui pra casa mancando levemente da perna direita. Desiludido


ps: na foto, duas bailarinas indo para o trabalho de ônibus.... vc consegue reconhecer alguma delas? =P

8 comentários:

K & Cia. disse...

Conta-se nos dedos da mão esquerda os médicos que "enxergam"... Se acrescentarmos o quesito "bom humor", o número restringe ainda mais. Conhece algum pertencente a este restrito grupo? rss...

Babi disse...

Hahahahaha! Sensacional!!!

Rafael disse...

Imagina que legal, sair andando por aí e ouvir um Charles mingus a cada passo que vc dá... vc anda e ouve ele batendo nas cordas do seu contrabaixo, quase consegue vê-lo balançando a cabeça ... caramba, isso me lembra o "On the road", quando o Kerouac fala umas coisas mto nonsenses sobre jazz rsrs

..mas na verdade foi uma tentativa falaha de me aproximar daquele poeminha do Manuel Bandeira no Libertinagem...acho que se chama pneumotórax mesmo. Por isso que relatei isso aqui.

=)

Joyce Figueiró disse...

HUAHUAHUAHUAHUAHUAHAUHAUHAUHAUHAUHAUA

Muito bom, Rafa!
Ri bastante aqui imaginando porque vc ficou com os tendões machucados!
Dá próxima, vê se vai vestido de dançarina de forró, pelo menos não tem que ficar todo tempo na ponta dos pés. :P
A foto tá sensacional!!!

Joyce Figueiró disse...

p.s.: se ampliar a foto dá pra ver como essas bailarianas conseguiram atrair a atenção de todos. xD

Bruna disse...

tá vendo? quando eu digo que ballet é um baita dum exercício vc não acredita em mim! agora comprovou na própria pele.. queria ver se ainda tivesse com uma sapatilha de ponta! :)

Rafael disse...

É pessoal, vida de bailarina não e fácil... foi o primeiro e último carnaval que saí assim rsrs



Ahhh...só pra corrigir: o Charles Mingus toca contrabaixo. De qqr forma, eu trocaria meus tendões por cordas deste instrumento também =)

Babi disse...

Hahaha! Muito boa a comparação com o Sal Paradise de On The Road! ; )