domingo, 17 de janeiro de 2010

Ressaca - poema, possaca-reema, massaca-poere, respoca-saema....

Acordei de ressaca e pensei
"Vou fazer um poema pra ela"
Mas talvez seja um poema sem nexo, como muita coisa que eu faço

Sem pé
Nem cabeça

Num papel de pão
Ou num guardanapo usado

Para ela ler enquanto sobe escadas
Ou pra quando estiver na praia,
Para guardar junto ao corpo enquanto dorme nas aulas chatas
Para molhar na chuva quando perdido nos bolsos, junto com algumas moedas


Amanheci meio emo hoje, não? 

=)
Postar um comentário