quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Sobre meninas e begônias

Amanhecer junto com o dia é sempre ruim... um torpor do corpo, aquele fica não fica, um relógio que nunca quer tocar dentro de você e outro que insiste em funcionar ali no seu criado mudo (nome legal esse =).

Outra coisa difícil... mais no sentido de estranhamento, é amanhecer sem ninguém ao seu lado. Muitas vezes eu penso se ninguém acorda ao meu lado por que ninguém se dispõe a tanto ou se minha cama é pequena mesmo e dormir em dois não seria nada senão um espetáculo de contorcionismo.

Há um homem num poema que fuma um cigarro, toma um café que ele mesmo preparou (manoel bandeira?)...Eu...menos melancólico, certamente, por que se eu colocasse um chopin ao fundo seria trágédia, e não um post de blog que eu, no alto do meu bom senso, postaria.


Ao certo, só que begônias não florescem o ano todo e, ao menos que vc tenha uma estufa, nem sempre você vai poder ter uma num vaso.... ali, na sua janela...


=)
Postar um comentário