sábado, 26 de dezembro de 2009

Contos natalinos (em 110 V )

Manhã na residência dos Fontoura Aguiar, uma família abastada e influente na sociedade brasileira. Uma leve e suave brisa permeia o ambiente.

O senhor Fontoura Aguiar dorme.
A senhora Fontoura Aguiar dorme.
Os filhos do casal Fontoura Aguiar dormem.
Os animais da família Fontoura Aguiar dormem

Os empregados já estão de pé


Os eletrodomésticos da mansão nobre, num bairro igualmente nobre de uma cidade industrial, olham uns para os outros. No meio deles, uma torradeira e um moedor de café (rústico, herança de antepassados remotamente remotos).

O moedor de café, no auto de sua sabedoria rústica e clássica, pergunta para a torradeira, um eletrodoméstico pujante, comprado em um grande magazine havia poucos meses



O natal...ahhhh o natal. O que será que eles querem dizer com isso, senhor torradeira? Me pergunto, ahh sim, me pergunto...

Os dias que passam não são iguais uns aos outros, doutor moedor

Mas todo dia oque faço logo ao acordar é moer os grãos que tanto agradam esta sagrada refeição matinal!!!...e todos os cafés da manhã são os mesmos: a mesa está lá, os pães que vc torra...e tirando um detalhe ou outro, não me parece diferente. O que o natal traz em si que faz com que todos ajam diferente?

Diferente como: o jeito que te tocam? As pessoas continuam a me colocar na tomada do mesmo jeito, os farelos de pão continuam a me fazer cócegas por dentro e...... mas de fato, queimo menos pães por conta desse pão panetone, que eles insistem em comer sem torrar....

[Um empregado entra na cozinha]
[O doutor moedor cochicha para o senhor torradeira, embora a linguagem dos eletrodomésticos seja ininteligível para os seres humanos]

Será que é por causa das passas?

Que passas?

Então, o que se passa é isso mesmo, eles não queimam o panetone, e isso é o que faz o natal uma época diferente. Aparecem essas tais de passas lá no meio, e elas não gostam de ser queimadas. Acho que natal é isso.

[A torradeira faz uma cara de reflexão, o que insiste em girar levemente o seu botão de intensidade de torragem do 1 para algo entre 1 e 2]
[O doutor moedor prossegue no seu discurso e não se dá conta dessa leve alteração no semblante do senhor torradeira]

Vc tem as mesmas coisas, falo do pão na verdade, mas talvez seja mais que isso...enfim, vc tem as mesmas coisas, repete elas o ano inteiro, e quando chega no fim dele, vc pára, pensa, põe uns detalhes a mais pra não parecer que o ano inteiro vc fez a mesma coisa, e vende mais caro..na verdade, não é bem vender, vc continua acordando e fazendo as mesmas coisas, mas acha que é diferente...

Por causa das passas?

Não, do Natal

Mas pra vc o natal não é só esse adicionalzinho, com passas?

Não, natal é o que passou com um gosto diferente. É o pão do ano inteiro com passas dentro

Mas este é o panetone!!

Eu estava dando um exêêêêmplooooo sêo torradeira Quer ver? Oque o senhor faria se lhe colocassem para torrar um panetone?

Acho que..não sei... tentaria fazer cair dentro de mim uma passa. Mas não sei se a passa passa pela minha resistência...

..será que passa?

Passa...passa sim...

...mas ia fazer diferença?

Oque? Passar?

É... tudo isso...

Olha..pra falar a verdade não sei...acho que ia ser a mesma coisa.

É.... talvez vc tenha razão.... e no fundo no fundo, eles te vendem algo que vc já possuía o ano inteiro....

Incrivel ?

Ô..esse pessoal é meio burro, sempre achei mesmo

Postar um comentário