domingo, 1 de abril de 2012

Andvari - ou ainda em "let me stand next to your fire" (final )

Eu pensei em só porstar o final da história e colocar um link pro começo dela. Como eu acredito que ninguém vai se dar ao trabalho de ver o link, eu vou postar os desenhos todos aqui, num mesmo post. No entanto, por motivos históricos, eu vou deixar o link aqui ó.


[Acho que tem alguns erros de concordância perdidos aí no meio]
[já que tudo me veio num desatino só]
[ ...e não é desculpinha! ]
[Na hora de fazer a versão final eu arrumo ]
[Claro, você deve ler o texto "E" ver o desenho com cuidado...]
[...eles se complementam]







Quando vc vem de um país tropical pra morar no hemisfério norte vc não imagina os apuros em que o inverno pode te colocar

























Como da vez em que minha bicicleta ficou congelada... o susto foi enorme








Claro, pensei em mil e 3 maneiras de resolver o problema, mas todas tinham algum porém
 i) maçarico











Mas isso poderia derreter minha bicileta

ii) tnt dinamite
Na melhor das hipóteses funcionaria...










...bom...melhor ser precavido



[No geral eu desenho meio mal...]
[...então acabo explicando oque desenhei rsrs]
[ =) ]






















iii) ainda  poderia fazer como Jimi Hendrix, me revoltar com o mundo e minha desgraça... e atear fogo na maldita

Talvez assim eu ficasse famoso e ganhasse dinheiro o bastante para comprar outra

[desdém]











Mas acontece que nada disso é válido...ainda + qdo se sabe oque quer. E eu a queria... mesmo que pra isso tivesse que esperar o invermo todo

























E claro, isso significa que dias difíceis vieram






























...e nessas horas vc não pode esquecer do que te guia e dá rumo: a dificuldade não é a razão para vc esquecê-la e deixar de cuidar








Os dias de sol tbm vêm...e são eles que alimentam sua esperança de tocá-la, de poder passear com ela de novo


[alterei um pouco]
[vale? =) ]





















Mas toda jornada, todo longo caminho, todo oceano atravessado à remo, consiste mto + em ter paciência e trabalhar dia-a-dia  do que  em força dispendida à toa





















O tempo passa então...
a neve deixa de cair c/ tanta frequência.... o sol até parece esquentar mais. Vc olha pela sua janela e se pergunta: " - O inverno acabou? Cadê vc, primavera?"







É difícil mesmo, vc chega a perder a esperança às vezes, até pensa se vale tanto assim esperar, se não deveria sair pelo mundo em busca de alguma outra que te leve por tantos outros bonitos e rápidos passeios pelo mundo.






Mas.... seja igual a forma, seja igual o traço, o tamanho dos aros ou mesmo o número de marchas:
há coisas no mundo que são únicas, e os momentos ao lado destas mais únicos ainda.








E chega um dia em que o sol já não aparece tão tímido no horizonte, mas sim alegre, forte e esquentante.





Com as poucas pernas que você tem, mas cheio de toda e esperança que há dentro de ti, vc corre ao encontro dela... que deve estar ainda onde o inverno a "aprisionou", sozinha, estacionada.



[Se você optou por ouvir a música ao fundo, esta parte corresponde ao minuto 2:57 em diante]














[Em linhas gerais, termina como toda história que eu tendo a fazer sobre humanos e aquilo pelo qual eles têm algum sentimento "1/2 diferente"...]
[... com um abraço]
[(vide o primeiro da "série", que virou camiseta)]
[(um dia ainda posto uma foto dos desenhos) ]


=) 






ps: deixo também a opção também de se ler o post ouvindo essa música





[Escolhi uma música beeeeeeem melancólica - não corte seus pulsos ao dar o play!! - pra ser o soundtrack ]
[Mas mto bonita, mesmo ]
[acho que o ilustríssimo público do blog vai curtir ]
[(tô falando da música, não necessariamente do post)]


Ao que me parece, Andvari é uma lenda nórdica que lembra um pouco o senhor dos anéis. Trata-se de um homem que tinha um anel que lhe dava poderes pra criar ouro. Além disso este ser podia se transformar em peixe. Um dia, diante da cobiça alheia, ele é capturado e tem seu anél roubado, além de todo o ouro que possuia. Andvari então amaldiçoa toda a riqueza que lhe foi tomada (acho que é nessa hora que vem a crise dele, dias de terapia, ter algo que ele tem como dele usurpado/tomado... tão perto e tão longe).


Bom... posso estar enganado... melhor vc não me ouvir e ler na wikipedia; é uma história bonita.









Postar um comentário