segunda-feira, 19 de julho de 2010

Davi e Golias

A única coisa que eu sei sobre Davi e Golias é que um matou o outro na mão mesmo; nada de pactos, napalms, agente laranja, tiro de bazuca, soco no coração... ouço sobre esta batalha e me vem tbm a imagem daquela foto do Fidel Castro, creio que  sob os pés do George Washington.




Esta noite eu sonhei que um amigo arrumava uma encrenca numa padaria (o mesmo amigo da lasanha...aquele post antigo), e que então vários e vários caras vieram pra cima  dele, mesmo depois de  vários pedidos de desculpas da sua parte. Como eu estava perto e não estava entendendo,  fui para o meio da briga para apartá-la. Havia um rapaz do meu tamanho, que eu derrubei, mas quando olhei para trás de mim, havia um gigante... um cara com uns 6 metros de altura, muuuuito grande. Suas pernas pareciam charutos cubanosbem grossos, enrolados numa calça jeans. O corpo em si, se compararmos o tamanho das pernas que eu descrevia agora, era bastante desproporcional, oque só me assustou mais ainda.

Meus olhos percorreram do chão à sua cabeça, demorando muito para passar pelas pernas gigante, encharutadas na calça que descrevi acima. Ele era um negro sorridente. E tinha uns dreads... (curioso, né?)

Senti muito medo. Na verdade, senti medo somente enquanto meus olhos viam a imensidão do seu corpo. Eu pensava " pqp, olha o tamanho do cara que quer bater na gente!!". Mas depois eu fiquei calmo, e vi que a melhor forma de ganhar do gigante era o tendo como amigo.

[Neste pedaço, como todo bom sonho,
as coisas deixam de fazer muito sentido 
e seguem meio descontínuas para
a parte que descrevo abaixo]

....vejo o gigante agachado para conversar comigo. A estatura dele, mesmo nessa posição, dava uns três metros de altura. Eu lhe disse qualquer coisa, ele riu, levantou. Eu fiz um joinha pra ele e ri tbm. Vi que ele tinha ido com a minha cara, e que a batalha estava terminada.

Acordei, tomei meu café da manhã.....

...e saí para matar um outro gigante.

Desta vez, cheio de confiança.

=)
Postar um comentário