quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

O mundo visto daqui desse lado

Visitando o Japão....e realmente apreensivo....

Cá estou, na terra do sol nascente,  país pro qual me mudo em Agosto de 2017. A mesma moeda que vejo hoje me trás à memória as moedinhas que um amigo da minha mãe (piloto de avião) havia me dado quando era criança. Pego o troco, me sinto instantaneamente criança.

Gosto, respiro e curto.

Mas  me aflijo...sem saber direito oque me aflige mais: se o que deixo pra trás ou oque me vem pela frente. Incrível... incrível mesmo como nos agarramos a tudo oque temos, independentemente do quão pouco isso significa, com medo de perder nossa identidade, com medo de nos perdermos no mundo. A posse, o ter,  é nosso medo do mundo?

O medo... que antes era o medo pessoal, o medo de não dar conta. Hoje, não sei qual é o medo exatamente... acho que de não encontrar meu caminho depois daqui? Vai ver é isso... também.

Aguardem-me, japonese, que logo mais eu volto.



Postar um comentário