domingo, 20 de março de 2016

"Pedegree"


Hoje aconteceu algo curioso... eu entrei na minha sala temporária aqui na Alemanha e... vejo meu nome na porta (que já estava lá ontem, mas no qual não havia reparado). 

"Que legal esse cuidado deles"

pensei... aí eu vejo um "MSc" antes o meu nome...e estranhei na hora. Primeiro por que nos eua ninguém liga pra isso: o professor emérito e o estudante de doutorado, todos, têm seus nomes nas portas dos seus escritórios, sem títulos nem nada. Segundo por que não sei se fiquei machucado no meu ego pelo MSc, e não PhD... achei estranho. Aí olhei ao redor e vi que todos têm seu "título", como uma medalha, colado na porta. Aí vi que, nitidamente, eu estava sendo ranqueado. Muito, mas muito estranho. Me tocou... e me lembrei de um trecho do "bird of passage", do Rudolf Peirls, no qual ele descreve a sua vida acadêmica na Alemanha antes de ir pra Inglaterra fugido da guerra; há um trecho no qual ele descreve um visitante chegando para conversar com um professor alemão tratando o por "você". Este último o poda na hora dizendo que deveria ser tratado prof Herr Professor..." A história é de antes da 2nda grande guerra, mas vê-se que sim, a Alemanha continua estruturalmente rígida: a posição de professor ainda é algo de prestígio e eles se orgulham disso. Mais ainda, se orgulham de títulos e te medem com base nisso. Um título pra eles ainda é algo super cobiçado e digno de medalhas, placas e tudo o mais. Vindo dos eua isso é meio chocante:  no meio acadêmico  malemal todo mundo tem um PhD. Agora, pra quem está fora sim (eua), a isso se dá valor. 


Em suma... fica aqui meu lembrete: algumas pessoas e lugares vão te olhar pelo teu (pe)degree, de onde você vem e tuas medalhas. Cabe a você saber o lugar a que pertence, a bagagem que carrega e quão confortável você se sente com ela. É só isso que conta: você é aquilo que carrega contigo, algo que diz mais que todo e qualquer título que você tenha (mas que só cabe a você saber o real significado/importância). 
Postar um comentário