sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Construindo padrões... ou melhor, encontrando-os :)

Eu não falo muito sobre o trabalho de ser matemático aqui. Talvez por que não haja nuito oque falar. Às vezes parece que guardamos um segredo, e pouquíssimas vezes podemos dividí-los com os outros rsrs Mas isso não é bem assim: às vezes temos a sorte de trabalharmos com coisas mais paupáveis, que as pessoas podem ver e ter uma idéia do que se trata.

Mas por que agora, depois de tanto tempo, entrar nesse assunto ingrato?

Por que hoje, finalmente, depois de seis meses de pós doc eu consequi um resultado legal. Ok ok, há partes a rserem finalizadas e tudo o mais, mas essencialmente o trabalho está pronto. Wow...6 meses?! Bom... só há dois meses decidimos abandonar o projeto anterior (no qual não fizemso progresso algum em 4 meses!!) pra então nos dedicarmos a algo mais "doable", que é esse projeto de agora,  no qual estudamos essas estruturas aqui (essa foto é do parque nacional Bouldi, na Austrália):

Esses anéis concentricos  são oque chamamos "Anéis de Liesegang". Há mais de cem anos eles são estudados e as pessoas até hoje não
sabem muito bem por que eles se formam. Outra coisa interessante é que esse distânciamento entre regiões com cores diferentes (por que há diferente concentração de componentes químicos) se repete em diversos outros fenômenos, sejam eles em tubos de ensaio ou numa outra rocha... lá longe da Austrália.. (no Jalapão, por exemplo!)

Essa "lei" de separação entre faixas de diferentes cores é tão rígida que engenheiros e físicos começaram recentemente a estudar a aplicação desse fenômeno na criação de componentes microscópicos (há uns experimentos nessa linha em institutos de física na região de  Chicago, EUA).

Em suma, é isso. Fico feliz em dividir isso com vocês, 2, 3 leitores que entram aqui uma vez por ano hahaha mas só essa foto já vale à pena =)


ps: certamente, o trabalho que eu fiz não explica o por que desse fenômeno ;) No entanto também se trata de um padrão de tiras de "cores diferentes" que se formam em reações químicas. Ao contrário da foto acima, no caso em que eu trabalhei os padrões podem ser tanto verticais (como numa zebra) como horizontais (como... numa zebra deitada =P )



Postar um comentário