quinta-feira, 3 de março de 2011

Desvios padrões napoleônicos + sonata Kreutzer

Incrível:
todas as vezes que eu trabalho
ouvindo Beethoven
eu me sinto,
estranhamente,
poderoso e inteligente.

Me sinto como Napoleão,
limpando as botas sujas no capacho de sua casa,
depois de retornar de uma batalha.

Então a música acaba e eu volto a me sentir eu mesmo.
Aí eu fico deprimido
(e ponho a música pra tocar de novo =)



ps: o segundo movimento é o mais bonito ( se é que eu posso dizer isso).

Postar um comentário