domingo, 11 de junho de 2017

A arte de se receber e de se dar (ou "A supresa")

Li por esses dias uma estorinha "Frog and Toad", de um canadense chamado Alfred Loebel, que aqui descrevo (em minhas palavras). As personagens principais são dois sapos, super amigos; convenientemente um se chama Frog e outro Toad hehe :)

Num dia de outono Frog acorda e olha pela janela: há folhas tomando o quintal inteiro. Ele pensa no amigo Toad e diz pra si mesmo:

-Vou fazer uma surpresa pro Toad: vou varrer seu quintal escondido.

Frog pega seu arado e sai escondido pela floresta pra ir até a casa do Toad.

Na mesma manhã, Toad acorda e olha pela janela. Folhas e mais folhas. Ele pensa no amigo Frog e diz a si mesmo:

- Que surpresa Frog teria se ele acordasse pela manhã e não tivesse folhas pra varrer.

Ele pega seu arado e sai escondido pelo pasto em direção à casa de Frog.

Ambos chegam nos respectivos destinos e descobrem que estão sozinhos. Rapidamente começam a varrer as folhas, e depois de muito trabalho as têm empilhadas num canto.

- Que surpresa Toad vai ter quando voltar pra casa, diz Frog a si mesmo.

- Ahhh gostaria de ver o sorriso de Frog ao se deparar com seu quintal limpo, diz Toad.

Serviço feito, ambos pegam o caminho de casa.

Já no meio do caminho, nenhum dos dois percebe o forte vento que bateu e desfez as pilhas de folhas que ambos haviam feito. Os quintais que haviam varrido estão, de novo, uma bagunça!!

Toad chega em casa e olha pro seu quintal todo cheio de folhas:

- Amanhã eu me preocupo com isso... ao menos Frog não terá esse problema.

Quase ao mesmo tempo, Frog chega em casa e vê o quintal tomado por folhas.

- Depois dessa trabalhão na casa do Toad eu vou deixar meu quintal pra amanhã. Ao menos fico feliz em imaginar a cara do Frog ao se deparar com seu quintal limpo.

Essa noite, Toad em Frog dormem tranquilos e satisfeitos imaginando a felicidade um do outro diante das surpresas que se fizeram.


Postar um comentário