quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Horizonte da despedida

Ainda não consigo olhar pela janela, ver o céu de sol de inverno ali ao longe, e imaginar que este é meu último Janeiro nos EUA.

Não sei se estou triste quanto a isso também... acho que é a sensação de que estou mais próximo de jogar âncora em algum lugar que me dá um alento, embora há muito, muito mesmo a acontecer até lá.


Postar um comentário