sábado, 19 de novembro de 2016

Good morning, mini apple

O dia não amanhece na mini apple. São 7 da manhã e nada de sol, de luz. Frio lá fora pr'aqueles que vão pro trabalho. Frio lá fora pr'aqueles que vão nadar antes do trabalho. 

Ou seja, um dia como todos os outros.... bem... exceto pelo não amanhecer, que espera, deixa os outros esperando, e chega cada vez mais atrasado.

Nessas duas últimas semanas, um grande choque: esperar pela eleição americana e se deparar com isso antes de ir pra cama.






  E com isso na hora de acordar.






É, meus amigos.... o egoísmo triunfa, o ódio triunfa... 

como uma péssima rima, vejo no celular pela manhã algo que nunca me passaria pela cabeça. Acordo com medo... fico reticente ao sair de casa. Mal consigo olhar pras pessoas, pra cara delas. 

"Será que aquela senhora fofinha que passeia com o cachorro e que acabou de me dar bom dia seria capaz disso?"  

" E todos aqueles hipsters que trabalham no café ao lado de casa...?! "

Estou estarrecido.. e me leva um tempo pra perceber que outros, locais, também estão frustrados, cansados e com medo. Muitos não faziam idéia do quão "feio" o país deles era. 


Oportunidades no Japão, Canadá e outros nunca me pareceram tão tentadoras quanto agora. Os próximos quatro anos hão de significar muito pro mundo. Será que o mundo está mesmo "dando uma guinada à direita?"  A se ver... Eu por aqui, sigo com um tanto de medo, tão assustado quanto meus alunos negros, muçulmanos e latinos. 


Postar um comentário