quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Uma perspectiva sobre o otimismo






























[Incrível como o branco da neve contrasta com o cinza enegrecido que parece se incrustar na alma das pessoas durante o inverno] 

Tirei essa foto numa manhã em que havia nevado e eu, consequentemente, não estava lá de muito bom humor. Fui pegar minha bicicleta bem puto, chutando pedras ( de neve algumas), as mãos fora das luvas chegando a quase congelar, mas como não havia outra forma de tirar o cadeado da bicicleta... enfim: olho pro chão e vejo essa pegada sorrindo pra mim, otimista. 

"... talvez isso tudo seja só questão de perspectiva..."



Depois de escrever as linhas acima eu comecei a observar o quão estranho é andar pelas ruas daqui durante o inverno e ver um monte de pegadas pelo chão. Parece que o lugar guarda um pouco da pessoa que esteve por ali ( curioso como, se vc anda numa rua no verão isso nem se passa pela sua cabeça). Pensei isso por ter ouvido de pelo menos duas pessoas um " - vc é louco andando de bicicleta neste frio!!" ( estava -10 ºC, oque não é pouco). Aí eu andava pela cidade e, de quando em vez eu via umas marcas de pneu de bicicleta em alguma calçada ou coisa do tipo. 

"- Não estou sozinho!!", pensava eu. 

Mas o curioso é que essa paisagem te faz se sentir muito sozinho; talvez seja por que, por mais pegadas que vc veja no meio da neve, elas são estáticas e não representam pessoas: só algo que, em algum momento, passou por ali.

Postar um comentário